Data alerta sobre os malefícios do uso indevido de substâncias psicoativas

A Policlínica Estadual da Região do São Patrício realizou nesta segunda-feira uma palestra em alusão ao Dia Nacional de Combate às Drogas e Alcoolismo, comemorado em 20 de fevereiro. A data tem a finalidade de alertar e conscientizar a população sobre o mal que as drogas e o álcool trazem, não só ao organismo como também à sociedade

Em sua palestra, o enfermeiro Jovelino Pereira da Mota explicou que o Dia Nacional de Combate às Drogas e Alcoolismo é uma iniciativa do Ministério da Saúde em parceria com diversas instituições na tentativa de gerar discussões e medidas preventivas para o abuso de drogas. “O intuito é conscientizar os ouvintes sobre o uso indevido de substâncias como álcool, cigarro, crack e cocaína (drogas lícitas e ilícitas) é um problema de saúde pública que preocupa nações do mundo inteiro, pois afeta valores culturais, sociais, econômicos e políticos”, afirmou.

Segundo o profissional, a pessoa que faz o uso indevido/indiscriminado de drogas lícitas e ilícitas, necessita de apoio familiar, amigos e profissionais para auxiliar no tratamento. “O julgamento a pessoa não traz benefício ao mesmo, e sim pode acarretar a malefícios”, disse.

Jovelino ressalta que quem necessita de tratamento no SUS devido ao abuso de álcool e outras drogas deve procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS), os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e os Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas III (CAPS AD).” O atendimento conta com equipes multiprofissionais compostas por médico psiquiatra, clínico geral, psicólogos, dentre outros”, conclui.

O palestrante destacou a importância de incentivar o tratamento, “Ser rede de apoio com amor e companheirismo, com a atuação dos profissionais, é indispensável para que a pessoa alcance a cura”, frisou.

Ajustar fonte