Ação tem a finalidade de qualificar os colaboradores para desenvolver suas atribuições durante o acolhimento de forma humanizada, segura e com qualidade, a fim de garantir a segurança do paciente

A Policlínica da Região São Patrício – Goianésia promoveu nesta segunda-feira, 2, uma palestra sobre humanização no atendimento com a finalidade de qualificar os colaboradores para desenvolver suas atribuições durante o acolhimento de forma humanizada, segura e com qualidade, a fim de garantir a segurança do paciente.

Assistente Social Déborah explicou que no setor de recepção o acolhimento é crucial, pois o paciente precisa se sentir acolhido. “As informações necessitam ser repassadas com clareza, na linguagem do paciente para que o mesmo possa compreender. Durante o acolhimento deve-se esclarecer as dúvidas, fornecer informações e orientações, para que o paciente se sinta seguro”, disse.

O acolhimento humanizado é desenvolvido na forma de agir, falar, de dedicar ao paciente a atenção naquele momento, orientar e informar o mesmo sobre o fluxo que o mesmo deverá seguir. “O atendimento humanizado tem como objetivo a integralidade do cuidado, ou seja, prevê a união entre a qualidade técnica do tratamento e do relacionamento desenvolvido entre o usuário e a equipe. Tendo como foco a constante melhoria da comunicação entre o colaborador e o usuário, considerando ambos como sujeitos do processo terapêutico, estabelecendo uma relação mais próxima, que preze pelo respeito, atenção e ética”, afirmou Déborah.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a humanização é a valorização dos usuários, trabalhadores e gestores no processo de produção de saúde, por meio da criação de vínculos solidários, da responsabilidade compartilhada e da participação coletiva nos processos de trabalho, objetivando a mudança na cultura da atenção aos pacientes. Ou seja, para desenvolver o acolhimento de forma humanizada, necessita da realização do trabalho em equipe, de uma boa comunicação e sempre lembrar que o paciente é o foco principal.
A assistente social reforçou a necessidade de manter uma comunicação profissional com o usuário. “Deve-se estar sempre informada sobre todo o fluxo de atendimento da unidade para que se possa propagar a informação ao usuário”, revelou. No fim do treinamento, foi relatado os pontos importantes que devem ser realizados durante o acolhimento, como: contato visual, tratar o paciente pelo nome, falar com clareza, com paciência, sanar as dúvidas do usuário e orientar para que o mesmo se sinta acolhido durante o atendimento.

Ajustar fonte